Começa na segunda-feira e vai até dia 13 do mês que vem a fase de entrega de envelopes dos interessados em obter uma das 750 autorizações para prestação de serviços de táxi. A Comissão de Licitação da Urbs espera participação de mais de 3 mil concorrentes. As autorizações serão concedidas por 35 anos, prorrogáveis por mais 15. Esta é a primeira licitação da Urbs para ampliação da frota de táxi, que tem o mesmo número de veículos (2.252) há mais de 40 anos.

A entrega dos envelopes será feita até 13 de dezembro, de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 17h, na Área Administrativa da Urbs, no bloco ferroviário da Rodoferroviária (Avenida Presidente Affonso Camargo, 330). Mil pessoas já baixaram o edital. A audiência pública para discutir o edital, no dia 4 de julho, teve participação de 1.250 pessoas.

O presidente da Comissão Especial de Licitação e diretor administrativo-financeiro da Urbs, Wilhelm Meiners, afirma que a participação na audiência pública e a possibilidade de tirar dúvidas pela internet garantiram que os interesses da categoria fossem levados em consideração. “Isso fez com que o edital tivesse evolução necessária, com a participação plena, democrática e sem restrições dos direitos individuais daqueles que desejam ser autorizatários dos serviços de táxi”.

Propostas

As sessões públicas para abertura dos envelopes contendo as propostas técnicas serão nos dias 16, 17, 18, 19 e 20 de dezembro, no Salão de Atos do Parque Barigui, na Alameda Burle Marx, S/N, Parque Barigui. Todas as sessões serão abertas às 9h e encerradas às 17h. Depois, começa a fase de julgamento das propostas técnicas e dos prazos recursais. Em seguida será divulgada informação relativa à sessão pública para abertura dos envelopes de habilitação dos licitantes classificados até o 750.º lugar.

Os critérios a serem levados em conta na análise das propostas técnicas da licitação são o tempo de experiência profissional como condutor de táxi; infrações ao Código de Trânsito Brasileiro; e ano de fabricação do carro – que vai de dois a 10 pontos. Não serão aceitos carros com fabricação anterior a 2009.