A Reitoria da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) lança nesta quarta-feira (29), às 10 horas, em Cascavel, o Projeto Universidade em Ação, idealizado nos moldes do Projeto Rondon e no Programa Universidade sem Fronteira.

O Projeto tem como público alvo municípios localizados próximos às Instituições de Ensino Superior (IES) do Paraná, com baixo Índice de Desenvolvimento Humano – Municipal (IDH-M).

Para o início das atividades estará presente o secretário especial de Relações com a Comunidade, Wilson Quinteiro, que será recepcionado pelo reitor Paulo Sergio Wolff, pelo vice-reitor Carlos Alberto Piacenti e pela professora Adriane de Castro Martinez Martins, responsável pela elaboração do Projeto. Também prestigiam o ato representante da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti), entre outros assessores.

Coordenado pela Secretaria Especial de Relações com a Comunidade e com assessoria técnica da Unioeste, o Projeto Universidade em Ação terá a participação de IES públicas e privadas do Estado e contará com uma equipe multiprofissional, formada por dois professores e dez estudantes.

O Projeto Universidade em Ação foi baseado nas experiências desenvolvidas pelas IES do Paraná nas atividades de extensão e nas participações das iniciativas federal e estadual do Projeto Rondon e do Programa Universidade sem Fronteira, respectivamente.

O Projeto tem como finalidade estimular a construção de parcerias entre IES e município para produção de projetos coletivos que atendam as necessidades locais, possibilitar às IES o desenvolvimento de ações que unam o ensino, a pesquisa, e a extensão, e que possam gerar conhecimento e desenvolvimento regional e estadual.

Tem como objetivo também integrar o universitário no processo de desenvolvimento estadual, estimulando sua participação na construção e execução de ações que possibilitem uma mudança na realidade local do município e despertar no acadêmico seu papel na sociedade e sua responsabilidade enquanto cidadão, através da convivência com a comunidade assistida.

Entre os trabalhos a ser desenvolvidos nos municípios estão atividades nas áreas de Cultura, Direitos Humanos e Justiça, Educação, Saúde, Tecnologia e Produção, Meio Ambiente e Trabalho.