Na sessão plenária desta terça-feira (05), da Assembleia Legislativa do Paraná, o deputado estadual Soldado Fruet (PROS) voltou a defender o uso do lucro da Copel para baratear a fatura mensal de energia elétrica dos paranaenses. Ele destacou que o lucro recorde anunciado pela empresa em 2021 foi superior a R$ 5 bilhões.

Segundo o parlamentar, por lei, a empresa deve destinar 25% do lucro líquido aos acionistas, ou seja, R$ 1,187 bilhão, mas a Copel distribuirá R$ 2,565 bilhões. “Se esse governo se preocupasse com o povo, usaria essa diferença para reduzir a conta de luz”, afirmou, estimando que apenas essa diferença poderia baratear todas as contas de luz do Paraná em quase 15%.

LEIA TAMBÉM:

>> 5G é ativado em Curitiba após instalação de antenas; PR foi escolhido para estrear tecnologia de operadora

>> Entrega do Imposto de Renda 2022 tem prazo prorrogado pela Receita

“A famosa conta da Copel tem subido absurdamente, inversamente proporcional ao poder de compra das famílias. Enquanto a maioria dos paranaenses fica mais pobre, a Copel fica mais rica”, criticou. O parlamentar manifestou sua preocupação com a pauta da assembleia geral ordinária da empresa do próximo dia 29 de abril, cujos assuntos interessam diretamente aos acionistas e indiretamente a todos os paranaenses. De acordo com Soldado Fruet, as decisões dessa assembleia refletem em todos os bolsos “pois somos nós, paranaenses, que pagamos as contas pelas bobagens que o governo faz na Copel e na Sanepar”.

Dividendos

O deputado citou alguns exemplos da proposta da administração para a próxima assembleia “para demonstrar o desrespeito da Copel com os paranaenses, principalmente os mais pobres, e para demonstrar o quão generoso o Governo é para com os acionistas e diretores da empresa”. Ele ressaltou que os dividendos distribuídos saltaram de menos de R$ 100 milhões, em 2018, para mais de R$ 2,5 bilhões em 2021, o que representa 25 vezes mais. “O que dirá o Governo? Ah, a Copel lucrou mais. Mas lucrou em cima do povo, o que é injusto, governador. Não nos interessa distribuir mais riqueza aos bilionários, nos interessa distribuir igualdade a todos e preço justo nas contas de luz”, considerou.

Endividamento crescente

“Engraçado que a distribuição de dinheiro aos acionistas subiu 2.500% entre 2018 e 2021; já os investimentos subiram apenas 10%, por isso vemos tantas quedas de energia, racionamento e falta de qualidade no atendimento”, apontou. Conforme o deputado, além de não investir, a Copel está aumentando a dívida para dar dinheiro aos acionistas. “Apesar de tanto lucro, a Copel continuou buscando dinheiro emprestado, aumentando a dívida em quase 20% apenas entre 2020 e 2021. Hoje, o passivo da empresa supera R$ 26 bilhões, incluindo os quase R$ 3,5 bilhões que devem ser devolvidos aos consumidores relativos à decisão judicial que determinou ressarcir PIS/COFINS cobrados indevidamente”, pontuou.

Cadê o ressarcimento?

Soldado Fruet lamentou que a Copel seja boa para cobrar, mas não tenha pressa para devolver o dinheiro aos consumidores, já que lançou esse ressarcimento do PIS/COFINS para ser pago no período de um a cinco anos, ou seja, pode começar em 2026. Também chamou a atenção do deputado o aumento de 30% nos gastos com publicidade e patrocínio em ano eleitoral, de R$ 30 milhões em 2021 para R$ 41 milhões em 2022. O parlamentar também salientou a nova tentativa de aumentar a remuneração dos conselheiros de administração, em mais de 20%. “No ano passado tentaram isso, denunciamos, tomou volume, houve protestos e o governo recuou”, lembrou.

Bônus milionários

Mas, na avaliação do deputado, o pior de tudo que leu no documento da Copel é a previsão de mais de R$ 3 milhões em bônus aos sete diretores, que se somam aos R$ 5,5 milhões para salários. “Isso mesmo, quando a Copel alcança metas, ou seja, garante bilhões de lucros aos acionistas, seus diretores garantem milhões em suas contas”, enfatizou. “Ganhando R$ 1 milhão por ano, alguém acredita que a diretoria da Copel e o próprio governador, que nomeou essa diretoria, estão preocupados com o povo?”, questionou, frisando que “o Governo está preocupado apenas com os bilionários acionistas da Copel, com os diretores, que são seus aliados políticos, e com as emissoras de rádio e TV que, cada vez mais, recebem rios de dinheiro da Copel para mostrarem as belezas que só existem na propaganda do Governo”.

Nova novela

Conheça o elenco principal de Pantanal

Além da Ilusão

Arminda e Julinha armam para desmascarar Mariana

Poliana Moça

Raquel e Brenda se envolvem em um acidente

Novidades!

Elite e mais filmes e séries chegam nesta semana na Netflix; confira!