“A grande vacina contra o coronavírus é o bom senso”. O apelo feito pelo governador Ratinho Junior (PSD) é para que a população do Paraná evite sair de casa e mantenha, caso for realmente preciso ir para a rua, o distanciamento social, máscaras e higiene das mãos. A situação preocupa principalmente no transporte coletivo, já que a lotação dos ônibus acaba facilitando o contágio, gerando medo entre passageiros.

Assim como as autoridades de segurança de Curitiba, que reforçaram o pedido de ajuda à população, no Estado o avanço do coronavírus preocupa ainda mais no mês de julho, pois segundo o boletim mais recente são 11 mil casos e 386 mortes. “Junho e julho seriam os meses mais difíceis para o enfrentamento do coronavírus. Tem o aumento da umidade, o inverno intensificado e mais pessoas andando nas ruas. Não podemos tratar esse momento de forma normal”, disse.

Perigo no transporte coletivo

A aglomeração gerada pelos passageiros no transporte coletivo é uma preocupação em Curitiba e também na região metropolitana. “É importante que as pessoas evitem saírem no mesmo horário. Junto com o prefeitos da RMC vamos criar critérios de horários para que aquilo que é essencial seja mantido, mas em horários sem aglomeração no transporte público, o que é nosso maior desafio”, explicou. Em Curitiba a reclamação de usuários é constante, muitos temem contaminação.

Por fim, o governador pede que a população tenha consciência. “Peço um pacto de consciência para vencermos isso, com um ajudando o outro, para termos o menor prejuízo de vidas, que é o mais importante, e para que possamos voltar o mais rápido possível para a normalidade”, finalizou o governador, ressaltando que o Paraná triplicou o número de testes de covid-19.


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?