As 102.500 vacinas da AstraZeneca desenvolvidas pela Universidade de Oxford contra a covid-19 que o Paraná recebeu na quarta-feira (24), serão distribuídas nas próximas horas para as 22 Regionais de Saúde do estado. Além disso, 64.800 doses da Coronavac já chegaram também na noite desta quarta-feira.

+Leia mais! Após protestos, Matinhos desiste de lockdown, mas promete medidas mais pesadas

Após paralisar a imunização dos idosos por falta de vacina em várias cidades do Estado, inclusive na capital, a Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) aguardava com ansiedade as doses para reiniciar o processo que vai atingir primeiramente idosos de 80 a 84 anos e profissionais de saúde. Na quarta, uma remessa com 102.500 unidades da vacina da Universidade de Oxford, em parceria com a AstraZeneca, enviadas pelo Ministério da Saúde, desembarcou no Aeroporto Internacional Afonso Pena e seguiu para o Cemepar (Centro de Medicamentos do Paraná).

No Centro, foi armazenada em câmara fria com temperatura entre 2 e 8 graus para depois seguir para os municípios. Apesar do número de doses, Beto Preto, secretário estadual de Saúde, reforça que é preciso chegar mais doses ao Paraná para dar sequencia no plano de vacinação.  “Estamos satisfeitos por receber essa nova remessa, mas consideramos que precisamos receber mais doses. Temos conversado e solicitado incessantemente ao Ministério da Saúde a ampliação do número de doses enviadas para o Paraná para darmos vazão a uma imunidade entre os vários grupos estabelecidos para a vacinação”, disse Beto Preto.

+Leia mais! Fiscalização encerra culto religioso no Batel com aglomeração de mais de 2,5 mil fiéis

O Paraná soma 641.400 doses recebidas do Ministério da Saúde. Além do envio desta quarta-feira, o estado havia recebido a primeira remessa com 265.600 doses (Coronavac); a segunda de 86.500 (AstraZeneca), a terceira de 39.600 (Coronavac) e a quarta com 147.200 (Coronavac).

Coronavac

Na noite desta quarta-feira foram recebidas ainda 64,8 mil doses da vacina CoronaVac/Instituto Butantan. Este lote chegou em um voo comercial por volta das 20 horas no Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, e em seguida foi levadas ao Cemepar.