Motoristas não respeitam o desvio
da Erasto Gaertner e Álvaro Botelho.

O desvio situado entre a Avenida Erasto Gaertner e a Rua Álvaro Botelho, no Bacacheri, zona norte de Curitiba, é um local freqüente de acidentes. A alta velocidade e a falta de atenção dos motoristas são consideradas as principais causas das ocorrências. Quase toda a semana a Prefeitura precisa substituir as placas de sinalização no local.

O comerciante Carlos Rui de Oliveira, que trabalha há cinco anos na região, conta que já presenciou mais de dez acidentes no desvio. Segundo ele, os motoristas entram na via em alta velocidade, e acabam colidindo nas placas de trânsito. “Há mais de dez dias a placa está caída. E é só a Prefeitura arrumar, que eles batem novamente”, comentou.

Para Laurindo José Wisinski, proprietário de uma loja entre as vias, as causas dos acidentes não estão relacionadas com a sinalização, considerada por ele como suficiente. Segundo ele, a maioria das ocorrências acontecem no fim de semana, “quando muitos motoristas bebem demais e não respeitam os limites de velocidade”. Ele comenta que só em uma noite ocorreram seis acidentes no local. Para ele, a via pode ser alargada para dar maior fluidez ao tráfego, principalmente para os veículos de transporte coletivo.

Rachaduras

O recepcionista Rogério Luiz Bressan, que trabalha em um escritório na esquina das duas vias, conta que as rachaduras nas paredes do prédio denunciam as marcas da violência no local, pois por diversas vezes os carros acabaram colidindo com o prédio. Na opinião dele, uma alternativa para conter a alta velocidade no local seria construir uma lombada próximo ao desvio, ou transferir a sinalização eletrônica – instalada a 500 metros da rua – para mais próximo da esquina.