Um teste falso sobre a qualidade da água da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) está enganando usuários da rede. Segundo a empresa, que emitiu um alerta para o golpe na quarta-feira (21), a artimanha é usada por vendedores de filtros de água. Os comerciantes se passam por empregados da Sanepar para atestar a suposta má qualidade do saneamento por meio de testes químicos. A situação já foi registrada na região Oeste do estado.

Para enganar os usuários da rede, os vendedores usam um produto chamado ortotolidina, que deixa a água escura em caso de presença de cloro. Por causa da mudança de coloração, os impostores dizem aos moradores que a quantidade da substância na distribuição da Sanepar é excessiva. A partir de então, quem cai no golpe é levado a adquirir um filtro de água e autorizar outros serviços oferecidos pelos vendedores.

De acordo com a Sanepar, porém, a presença do cloro é um indicativo positivo, que justamente atesta a qualidade da água. O gerente da Sanepar em Toledo, uma das cidades afetadas, Donizete Obara, diz que “essas pessoas sabem que a ortotolidina vai alterar a cor da água porque eles têm certeza que a água da Sanepar é segura”. A denúncia do golpe foi feita para empregados da companhia no distrito de Santa Rita d’Oeste, em Terra Roxa.

Segundo a empresa, todas os pontos de abastecimento seguem padrões internacionais de potabilidade, estabelecidos tanto pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como pelo Ministério da Saúde. Além disso, os técnicos da companhia fazem o acompanhamento detalhado de todas as fases de tratamento.

Para ter certeza de que qualquer visita da Sanepar é oficial, a empresa orienta os consumidores a prestarem a identificação do funcionário, que deve ter uniforme, crachá e chegar em veículo com a inscrição “a serviço da Sanepar”.