Foto: Daniel Derevecki

Balneabilidade: sujeira na água.

?Balneabilidade? não é uma palavra muito conhecida dos veranistas. O termo ?pontos impróprios? para banho é totalmente ignorado. Na praia é fácil encontrar pessoas que não estão nada contentes com a sujeira da água, porém é difícil vê-las fora do mar. Já se conformaram com a situação, entra ano, sai ano.

O último boletim de balneabilidade do Instituto Ambiental do Paraná (IAP) apontou que grande parte da orla de Matinhos está imprópria para banho, ou seja, a água possui altos índices de coliformes fecais e esgoto.

A funcionária pública Vanessa Santana tem dois filhos e vai todos os anos para Caiobá (em Matinhos). Seus pais têm apartamento com piscina no local, mas ela conta que as crianças não deixam de pisar na areia e tomar banho no mar. ?Tentamos mantê-las ao máximo lá dentro, mas chega uma hora que não tem jeito?, diz. A professora Adriana Zeni, que também tem casa em Caiobá há pelo menos 13 anos, aproveita o mar, apesar da sujeira alertada pelo boletim de balneabilidade. ?Com todos os impostos que a gente paga, o Estado poderia melhorar o saneamento?, comenta. Sua colega, Ana Luíza Silva (que veio pela primeira vez às praias do Paraná) se surpreendeu. ?Eu achei que a praia está muito suja. Em São Paulo é mais limpo?, diz. O boletim de balneabilidade pode ser visto no site do IAP (www.iap. pr.gov.br). (MA)