Foto: Arquivo/O Estado

Eleonora diz que o regresso às atividades não tem data marcada.

Os cerca de 103 mil alunos matriculados nas 167 escolas municipais de Curitiba estão iniciando nesta semana o ano letivo. Como o retorno das atividades é gradativo – de acordo com a calendário escolar de cada unidade -, a previsão é que até dia 14 de fevereiro todas os alunos já estejam em sala de aula.

De acordo com a secretária municipal de Educação, Eleonora Fruet, a data de reinício das atividades não é uniforme porque cada escola possui uma programação própria e, desde que cumpra os 200 dias letivos, tem liberdade para definir o seu calendário. Ela ressaltou que o número de alunos da rede municipal poderá sofrer alterações, pois existem disponíveis ainda oito mil vagas no ensino fundamental.

Para a secretária, as escolas iniciam as atividades em momento importante, com uma nova fase administrativa, já que em 2005 ocorreram eleições para a direção das unidades escolares. Além disso, a partir de maio, o município deve receber os resultados de uma avaliação feita pelo Ministério da Educação, que servirá de instrumento para o diagnóstico da qualidade do ensino em Curitiba.

Segurança

Com a volta às aulas, a Sociedade Brasileira de Ortopedia Pediátrica está fazendo um alerta sobre o transporte seguro das crianças no carro. Segundo estimativas do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), cerca de duas mil crianças morrem e outras 40 mil ficam feridas todos os anos em acidentes de trânsito – no Paraná são cerca de cem crianças feridas por mês. A grande preocupação com esse cenário é que 70% dos casos poderiam ser evitados com o transporte correto.

O presidente da sociedade, Edilson Forlin, afirma que os pais precisam ter consciência que eles são os responsáveis por essa segurança. ?Acho que isso acontece porque eles não têm noção do risco que estão correndo, pois em uma colisão a 50 quilômetros por hora a criança é lançada para frente, e se tiver entre os bancos, pode bater com a cabeça no vidro ou painel do carro?, comentou.

A maneira correta de transportar as crianças no carro varia de acordo com a faixa etária, explica Forlin. As crianças com até um ano de idade devem ser transportadas em cadeirinhas de segurança – conhecidas como bebê conforto -, que são adaptadas no banco traseiro de costas para frente do carro. Já as com idade entre 1 a 4 anos, devem ser levadas em cadeirinhas presas ao cinto de segurança, no centro do banco. Na faixa etária entre 4 e 10 anos o correto é usar o buster, um equipamento especial que adapta o cinto de segurança à altura da criança. ?Quando a criança atingir 1,45 metro de altura, ela pode usar o cinto de segurança normal?, explicou o médico.