Quem resolveu aproveitar o feriado da Proclamação da República para visitar o Zoológico de Curitiba, no Parque Municipal do Iguaçu, Alto Boqueirão, teve que encarar alguns problemas na estrutura do local. A reclamação é de poucos banheiros – apenas um estava funcionando ontem – e falta de pontos de informações ao turista nas áreas interna e externa do zoológico.

Ciciro Back
Pessoal se queixou de banheiros fechados e desativados.

A cabeleireira Márcia Regina Alves levou os dois filhos pra visitar pela primeira vez o zoo na manhã de ontem. Ela afirma que ao longo do passeio sentiu falta de funcionários para prestar informações sobre o local. “Chegou num momento que não conseguia encontrar ninguém para me dizer onde era o banheiro mais próximo ou a lanchonete para comprar água. Queríamos saber onde estavam determinados animais e também nenhum funcionário pra nos ajudar. Podiam colocar alguns pontos de informação para ajudar os turistas”, avalia.

Só queixas

O aposentado José Mário Quirino reclamou muito da falta de banheiros. Já dentro do zoo, tentou levar o neto de 5 anos ao toalete, mas teve que retornar à entrada para conseguir usar os sanitário. “Lá em cima, tinham banheiros, mas estavam fechados. Não é possível que estrutura desse tamanho tenha apenas dois banheiros, sendo que só um funciona”, reclama.

O vendedor Rogério Magalhães ficou na bronca com a falta de condições dos banheiros. “Aqui no sanitário masculino apenas um dos mictórios estava funcionando. O outro estava quebrado.

Além disso, a sujeira dentro do sanitário estava grande com lixo jogado no chão, vazamentos e mau cheiro. Minha esposa foi no banheiro feminino e contou que a situação por lá também estava ruim”, disse.

Prefeitura dá outra versão

A administração do zoológico informa que o movimento de visitantes no feriado foi grande e, por isso,foi mais difícil manter os sanitários limpos e com papel higiênico. Porém, equipe de contingência foi enviada ao local e ficará no fim de semana.

Sobre informações dentro do zoológico, placas indicam caminhos e localização de sanitários. Informações adicionais podem ser dadas na sede da administração do zoo, onde há sempre um funcionário à disposição dos visitantes. (SMCS)