NRA / GPP

O apostador de Sertanópolis ainda
não apareceu para retirar o 
valôr de R$ 26 milhões.

Londrina – Sete dias depois de ter faturado sozinho R$ 26.132.814,65 no concurso 790 da Mega-Sena, o acertador – que fez a aposta em Sertanópolis, norte do Paraná – não havia comparecido até às 17 horas de hoje (1) a qualquer agência da Caixa Econômica para embolsar sua fortuna. O prêmio equivale a quase duas vezes o orçamento anual de Sertanópolis, que é de R$ 14 milhões. As dezenas sorteadas foram 12, 16, 28, 29, 47 e 50.

O acertador deixou de faturar nesse período, baseando-se numa aplicação com rendimento líquido de 1% ao mês, aproximadamente R$ 60 mil, dinheiro suficiente para comprar três carros populares. A essa taxa, considerada a mais segura do mercado, o prêmio renderia ao vencedor R$ 260 mil mensais, descontados os impostos.

"Se o acertador estiver se escondendo para se proteger, ele deverá se apresentar até sexta-feira", avalia Sady Mauro Ghering, gerente da Caixa em Ibiporã, que ficou dois dias de plantão em frente à lotérica onde o sortudo fez a aposta para, na eventualidade de ele se apresentar, orientá-lo sobre como proceder. Sertanópolis, cidade de 15 mil habitantes, não possui nenhuma agência da Caixa. O esforço de Ghering foi em vão. O plantão está suspenso.

À medida que o tempo passa e o acertador não se apresenta, crescem os rumores em Sertanópolis sobre a identidade do novo milionário. "Todas as pistas não levaram a nada até agora", observa Luciana Ferrari do Vale, proprietária da Lotérica Rodoviária, a única da cidade. A indicação mais segura recai sobre uma mulher de aparência modesta que apostou R$ 3 no mesmo horário do acertador. Mas a mulher não foi identificada pela dona da lotérica nem pelos demais apostadores que estiveram na lotérica naquele horário.