O Governo do Estado e a Universidade Federal do Paraná (UFPR) firmaram um convênio durante a reunião semanal do governador Roberto Requião e do seu secretariado. Pelo acordo, a UFPR auxiliará a Secretaria Especial de Corregedoria e Ouvidoria Geral (Seoge) na auditoria a ser realizada mensalmente, de pelo menos 450 serviços (instalações elétricas e hidráulicas, por exemplo) relacionados a obras executadas pelo Estado. O trabalho servirá de subsídio para os trabalhos da comissão permanente que avaliará o preço de obras do Governo.

"Estamos trabalhando juntos em muitas coisas e agora em mais esse projeto", afirmou o governador Roberto Requião, com relação ao convênio com a universidade. O reitor da UFPR, Carlos Augusto Moreira Júnior também destacou a importância de o Estado e a Universidade trabalharem juntos. "Considero a universidade um instrumento para transformar a sociedade. E, se a sociedade elege um governo para transformá-la, a universidade e o Governo devem trabalhar juntos", observou o reitor. Para Moreira, quem sai ganhando com este trabalho conjunto é a população. "Temos feito muitos avanços e o grande beneficiário de tudo isso é o povo do Paraná", salientou.

Assinaram o convênio o governador do Paraná, o reitor da UFPR e o secretário da Seoge, Luiz Carlos Delazari.

Parceria

Outra parceria relacionada ao controle de preço de obras já foi acertada anteriormente com o Ipardes (Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social). Segundo Delazari, o instituto fará uma pesquisa mensal de preços de, no mínimo, 600 insumos. Essa pesquisa faz parte de um trabalho do Governo do Paraná, que vai implantar um sistema de controle de obras e serviços de engenharia ? projeto este que foi apresentado ao governador Roberto Requião, no último dia 18.