serra2221105.jpgA pesquisa CNT/Sensus, divulgada há pouco, mostra que, pela primeira vez, o prefeito de São Paulo, José Serra (PSDB) bateria o presidente Luiz Inácio Lula da Silva num eventual segundo turno nas eleições presidenciais de 2006, Segundo a pesquisa, na qual foram ouvidas 2.000 pessoas em 24 Estados das 5 regiões brasileiras, José Serra venceria com 41,5% dos votos dos entrevistados. Lula teria 37,6%. Indecisos e votos brancos e nulos somariam 21%.

Na pesquisa anterior, realizada em setembro, Lula venceria o segundo turno com 37,9% contra 37,5% para Serra. Indecisos, brancos e nulos somavam 24,6% dos votos. Pela primeira vez também, em todas as simulações, envolvendo diferentes candidatos, Lula é obrigado a ir para o segundo turno. Nas outras pesquisas, apenas Serra seria capaz de levar o presidente Lula a um segundo turno.

O diretor presidente do Instituto Sensus, Ricardo Guedes destacou que nas várias simulações, feitas com uma lista de candidatos, Lula fica no primeiro turno com aproximadamente 30% dos votos, o que mostra erosão de sua base de apoio. No primeiro turno da eleição de 2002, lembrou Guedes, 41,6% do eleitorado apoiou Lula.

A pesquisa mostrou também que, apesar de cair em todos os cenários, Lula ainda venceria todos os outros hipotéticos candidatos, com exceção de José Serra. Ele também destacou o consistente crescimento dos nomes do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), do governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), e do ex-governador do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho (PMDB), na pesquisa de intenção de voto.