Além de oferecer produtos, máquinas e equipamentos para empresas já solidificadas no mercado, a 1ª. Conftec ? Feira de Fornecedores da Indústria de Confecção, que termina hoje (sábado, 27) no Centro de Exposições de Curitiba ? Parque Barigüi, vem agradando em cheio também aos pequenos empresários e até a quem quer iniciar um negócio no setor. Entre os 50 expositores, boa parte está apresentando produtos que podem, com um pequeno investimento, serem aliados de quem deseja aumentar os rendimentos.

As máquinas eletrônicas para costurar e bordar têm sido um dos principais atrativos para os visitantes. ?Nesses primeiros dias de feira ficamos surpresos com o interesse dos visitantes por este tipo de produto. Já fechamos vários negócios e outros estão em andamento. Entre os interessados, há muitas donas de casa querendo iniciar uma pequena confecção?, explica Cassiano Pacheco, diretor da Serv-Mark, de São Paulo.

Segundo ele, com R$ 2,5 mil é possível adquirir uma máquina eletrônica que tem capacidade de bordar, por exemplo, 100 logotipos num avental por dia. ?É ideal para quem está começando porque se pode fazer em casa, com um custo baixo de produção?, explica.

A Marbor, de São Paulo, que atua no mercado há 50 anos, está lançando na feira sua marca própria de máquinas de costura. Segundo o gerente de negócios, Wander Berna, elas apresentam a mesma qualidade de grandes marcas japonesas, alemãs e americanas, mas com preços muito mais acessíveis. "São máquinas que oferecem um ótimo custo-benefício. Para o confeccionista que está começando, são um empurrão para o sucesso do negócio", afirma. De acordo com ele, uma máquina de costura reta da nova linha da Marbor chega ao consumidor final por R$ 900. Já uma overlock sai por R$ 1,5 mil e uma galoneira (máquina utilizada para fazer barras de camisetas e refilamentos), por R$ 3,2 mil.     

A Pfaff, empresa alemã com sede brasileira em São Paulo, apresenta entre os produtos mais baratos uma interlock (máquina como a overlock, mas que realiza a costura com uma barra de segurança) que custa R$ 2,9 mil.

O presidente da Cooperbotões, Carlos Fontana, também diz que a feira tem atraído para o seu estande muitos interessados em começar um negócio. ?Alguns pesquisam como funciona o mercado, outros querem ver as novidades e já há até quem compre os botões para iniciar as suas confecções?, conta.

Para bolsos maiores

A Conftec também apresenta opções mais caras. O diretor de desenvolvimento de negócios da Damei Brasil, Paulo César Benaglia, explica que a empresa oferece máquinas de bordar eletrônicas para confecções de todos os portes. Há até uma opção própria para quiosques de shopping centers. Ela é compacta, tem uma cabeça e possibilita trabalhar doze cores ao mesmo tempo, além de ter bastidor específico para bonés. Custa R$ 29,9 mil.

Além das máquinas básicas para qualquer confecção, a Pfaff também está expondo máquinas bem específicas, como a automática para bainha de bolso, que produz 6 mil bolsos por dia e custa R$ 65 mil. Para tecidos pesados, como couro e até carpete, a marca oferece uma máquina eletrônica com transporte triplo e refilador programável por R$ 36,7 mil. Há ainda a máquina de ultra-som, que une tecidos sem nenhuma costura e, por isso, é utilizada para roupas especiais, como máscaras e aventais cirúrgicos, e pode ser adquirida por R$ 78 mil. 

Do hobby para a profissão

Os visitantes estão animados com a diversidade da feira. O confeccionista Osvaldo João Serafin, da Maria Luiza Moda Praia, de Joinville, trabalha na área há 15 anos e veio ao evento com especial interesse em maquinário. "A feira é bastante interessante, tem diversas opções, sistemas diferentes de produção", comenta.

Já Maria de Lourdes da Silva, de Curitiba, está montando seu próprio negócio e viu na Conftec uma oportunidade para conhecer e comprar novas máquinas. Ela já tinha a costura como hobby e agora quer transformar em profissão, investindo numa confecção de uniformes escolares. "Eu já tinha algumas máquinas, mas não com esta qualidade. A feira oferece opções para todos os bolsos. Desde pessoas como eu, que estão começando, até para quem já está há tempo no mercado", ressalta.

Serviço
Conftec 2005 ? Feira de Fornecedores da Indústria de Confecção
Local: Centro de Exposições de Curitiba ? Parque Barigui
Data: de 24 a 27 de agosto de 2005
Horário: de quarta a sexta, das 14h às 21h. Sábado, das 14h às 20h
Entrada: convites dirigidos ou mediante pré-cadastro no site www.diretriz.com.br