Brasília – O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) vai visitar todos os municípios do país para avaliar os serviços de saneamento básico oferecidos à população. O ministro das Cidades, Marcio Fortes, assinou nesta quarta-feira (18) um Acordo de Cooperação Técnica com o IBGE e a Fundação Nacional de Saúde (Funasa) para a realização da Pesquisa Nacional de Saneamento Básico (PNSB/2007), que vai investigar aspectos relativos ao abastecimento de água, esgoto, manejo de resíduos sólidos e de águas pluviais.

?Precisávamos de dados consistentes para servir de base para a formação de políticas públicas e mensurar os resultados dos investimentos em saneamento e o retorno de qualidade de vida para a população?, disse o ministro.

O trabalho de campo será realizado no próximo ano. Um grupo de recenseadores treinados pelo IBGE vai percorrer cada domicílio brasileiro, entrevistando moradores e verificando as condições sanitárias. Está prevista a divulgação dos resultados para o fim do próximo ano. A União vai custear a pesquisa, orçada em R$ 5,1 milhões.

Segundo o presidente do IBGE, Eduardo Pereira Nunes, também será feito um recenseamento de todas as empresas públicas e privadas e suas respectivas prefeituras que atuam na área da prestação de serviço em saneamento básico, incluindo abastecimento de água, coleta de lixo, tratamento de esgoto e todos os serviços de infra-estrutura urbana e na área rural.

?Como já fizemos outras pesquisas junto à população temos informações sobre a demanda de serviços de saneamento. Agora o que estaremos analisando é a oferta dos serviços para avaliarmos a qualidade?, explicou Nunes.

A última PNSB foi realizada em 2000 pelo Ministério da Saúde.