A Petrobras deixará de operar na atividade de distribuição de combustíveis na Bolívia, a partir de 1º de julho. De acordo com comunicado da empresa, a estatal deixará de atuar no segmento de distribuição atacadista de Gasolina Especial, Premium e Óleo Diesel naquele país "por força da disposição governamental que concedeu à YPFB (Yacimientos Petrolíferos Fiscales Bolivianos, estatal boliviana) a exclusividade neste segmento. A empresa esclarece que garantirá a entrega normal de combustíveis aos postos de gasolina até o dia 30 de junho", segundo a nota

No comunicado, a companhia lembrou que a Petrobras Bolívia começou a operar no setor de distribuição em 1º de julho de 2001 ano em que o governo boliviano lançou uma licitação para transferir essa tarefa ao setor privado por um período de cinco anos. "Em princípio, previa-se que a partir de julho de 2006 a distribuição de combustíveis aos postos estaria liberada", considerou a empresa, acrescentando, em seguida, que a "disposição" concedida à YPFB anulou aquela determinação

A empresa encerra o comunicado recordando sua atuação naquele país, como a criação do programa "Qualidade Controlada", usado para garantir qualidade dos combustíveis e lubrificantes nos postos da Bolívia