O presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, disse nesta quarta-feira (06) que é possível, "analisando caso a caso", que a estatal volte a investir na Bolívia. Segundo ele, essa possibilidade existe, porque o novo contrato de exploração e produção de gás com a Bolívia, fechado no fim de outubro, é equilibrado e garantiria uma taxa interna de retorno superior a 15% para a empresa brasileira.

Gabrielli fez essa avaliação em audiência pública conjunta de que participa nas comissões de Minas e Energia e de Relações Exteriores e Defesa Nacional, na Câmara dos Deputados.