A Polícia Federal de Curitiba prendeu nesta quarta-feira, o responsável pela publicação na internet de fotos de pornografia infantil. De acordo com a delegada Priscila Fanini, o preso, de 41 anos, já estava sendo investigado.

Foi cumprido também um mandado de busca e apreensão na casa do preso. A ação fez parte da Operação Anjo da Guarda II, de combate à pedofilia na internet, deflagrada hoje. Até o momento, duas pessoas foram presas em São Paulo e uma no Paraná.

A delegada disse que no último dia 7 de junho, a Polícia Federal cumpriu em São José dos Pinhais um mandado de busca e apreensão, parte da primeira operação Anjo da Guarda, de combate a uma rede de pedofilia que estaria agindo em vários estados da federação.

O objetivo da primeira operação foi encontrar os computadores dos quais partiram as imagens publicadas. O material foi detectado pelo governo espanhol, que repassou as primeiras informações ao governo brasileiro.

Como resultado das buscas, foi apreendido um computador de onde foram enviadas as fotos pornográficas envolvendo crianças. O computador passou por uma perícia na Polícia Federal, que encontrou cerca de 9 mil imagens pornográficas e aproximadamente 400 vídeos, a maioria envolvendo crianças ou adolescentes. Após análises do material apreendido, foi decretada a prisão preventiva do responsável.

A prisão realizada hoje em Curitiba, segundo a delegada da PF, faz parte da Operação Anjo da Guarda II, desencadeada também nos estados do Maranhão e São Paulo.