A Polícia Federal continua tomando depoimentos de pessoas que figuram na lista de sacadores das contas do empresário Marcos Valério, em Belo Horizonte (MG). Na manhã de hoje, pelo menos três depoimentos estão previstos. O primeiro a depor, às 9h30, foi Cristiano Paiva, assessor da deputada estadual Vanessa Lucas (PSDB). Segundo seu advogado, ele negou os saques.

Neste momento, Geiza Dias, gerente-financeira da SMPB, agência de Valério, presta depoimento da PF. Ela chegou por volta as 10 horas e entrou pela garagem, sem falar com a imprensa.

Ainda está previsto o depoimento do tesoureiro da campanha do prefeito da capital mineira, Fernando Pimentel (PT), Rodrigo Barroso, que chegou por volta das 11 horas. Aos jornalistas, ele disse apenas se sentir "injustiçado" por estar na lista e negou os saques.

De acordo com a PF, os documentos e 16 computadores apreendidos ontem (4) nas agências SMPB e DNA e nas residências de Geiza Dias e da diretora-financeira da SMPB, Simone Vasconcelos, serão enviados para Brasília (DF).