Ao receber hoje o apoio oficial do Partido Liberal, o senador Roberto Requião, candidato ao governo do PMDB, disse que pretende fazer um governo de conciliação, somando forças. Deputados federais e estaduais e dirigentes do PL se integraram hoje à campanha, com o presidente da Executiva Regional, deputado federal reeleito Pastor Oliveira, passando a fazer parte da coordenação.
?Fazemos aqui mais um acordo limpo, em cima de um programa, sem negociatas?, afirmou o peemedebista, que estava acompanhado pelo deputado federal Padre Roque (PT), ao receber o apoio do partido, de maioria evangélica. O ato foi prestigiado pelos deputados estaduais Edson Praczyk, Chico Noroeste e Serafina Carrilho, por vereadores e presidentes de diretórios municipais do PL, além de lideranças do PMDB e PT.

Requião, de imediato, solicitou ao partido que indique três nomes para integrar uma equipe de transição, já a partir do dia 28. ?Vocês vieram num momento importante da campanha para nos auxiliar, a mim e aos companheiros do PT, do PPS, do PV e dos demais partidos que integram a nossa frente ética, na missão de acabar com a fome e gerar empregos no Paraná?, acrescentou.