O presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Maurício Tiomno Tolmasquim, descarta racionamento de energia até 2015 e libera o consumo. Ele explicou que, mesmo com o crescimento do consumo previsto no Plano Decenal de Expansão de Energia Elétrica 2006-2015, não haverá risco de atendimento à demanda. Tolamasquin participa de audiência pública da Comissão de Minas e Energia. Pelo plano, o consumo deve triplicar nos próximos dez anos, considerando-se um crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de 4,2% ao ano.

A estimativa de consumo per capita no Brasil neste ano é de 1.846 quilowatts/hora. Em 2015, pode chegar 6.051 quilowatts/hora. De acordo com o plano, o consumo para os setores comercial e residencial deve crescer 6,8% e 5,5% ao ano, respectivamente.