Rio – A plataforma de lançamento da Base Aérea de Alcântara, no Maranhão, volta a operar no próximo ano, com o lançamento de um foguete produzido por meio de um acordo entre o Brasil e a Ucrânia. A informação foi dada hoje (7) pelo ministro de Ciência e Tecnologia, Sergio Rezende.

Segundo o ministro, o processo de licitação para reconstrução da plataforma de lançamento já foi concluído, e as obras serão iniciadas nos próximos meses. Rezende disse que o acordo com a Ucrânia prevê uma plataforma de lançamento relativamente mais simples.

A plataforma de lançamento da Base Aérea de Alcântara foi destruída durante um acidente com o VLS-1 (Veículo Lançador de Satélite), em 22 de agosto de 2003. No acidente, morreram 22 pessoas.

Sergio Rezende voltou a falar sobre a viagem do primeiro astronauta brasileiro ao espaço, prevista para março. Ele disse que a viagem do tenente-coronel Marcos César Pontes Estação Espacial Internacional é mais um componente do programa espacial brasileiro, que desenvolve, entre outras tecnologias, a construção de satélites e combustível de prolpulsão de foguetes.

Para o ministro, a viagem vai dar mais visibilidade ao programa espacial. "Os brasileiros ficam orgulhosos quando vêem um compatriota subir até a estação espacial", afirmou Rezende. Ele informou que ele e o presidente Lula vão conversar, de Brasília, com o astronauta Marcos Pontes, na Estação Espacial Internacional, possivelmente em 31 de março ou 1º de abril.