Dois programas mantidos pela Polícia Militar serão levados aos estudantes da Ilha do Mel, durante o período letivo. As crianças que estudam na escola Professora Sônia Valetim, em Encantadas, passarão a ser atendidas pela Patrulha Escolar Comunitária e pelo Proerd (Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência). O anúncio foi feito pelo tenente-coronel Antônio Aurélio Alves Chaves da Conceição, comandante do 9.º Batalhão da Polícia Militar (Paranaguá) nesta terça-feira (17), na reunião entre lideranças locais e regionais para discutir os problemas dos moradores da ilha.

Participaram do encontro, além da Polícia Militar (que inclui o Batalhão de Polícia Florestal, Patrulha Escolar Comunitária e Proerd), representantes da Secretaria da Educação, do Instituto Ambiental do Paraná, do Conselho Tutelar e da comunidade local. ?Temos consciência do papel de prevenção que devem exercer os organismos policiais em colaboração com a pedagogia tradicional das escolas. Com base no trabalho que é desenvolvido pelos policiais militares nestes dois projetos em escolas de todo o Paraná, vamos atender também essas crianças?, disse o coronel Aurélio.

Problemas com reflexos na área da segurança pública foram discutidos na reunião, como uso de drogas, alcoolismo, exploração do trabalho infantil e falta de alternativas de trabalho e de lazer. De acordo com o coronel Aurélio, além de levar o Proerd e a Patrulha Escolar Comunitária até a Ilha do Mel, organismos estaduais e locais deverão implementar medidas administrativas ou judiciais para que seja reforçado um conjunto de metas e programas para melhor atender àquela comunidade. ?Vamos procurar buscar, em parceria, soluções para alguns problemas das pessoas que moram na ilha?, disse o comandante.