A Polícia Civil deverá divulgar nesta sexta-feira (19) um relatório final sobre as buscas ao contínuo Cícero Augustinho da Silva, de 60 anos, desaparecido desde o dia do desabamento das obras da futura Estação Pinheiros do Metrô de São Paulo, segundo informações do delegado-geral da Polícia Civil, Mário Jordão.

A família suspeita que Silva estivesse na região do desabamento no momento do acidente. De acordo com reportagem da Rádio Eldorado, o rastreamento do celular dele, feito pela operadora, revelou que o contínuo ligou para sua família às 13h30 da Rua Cotoxó, na Pompéia, zona oeste da cidade.

Ainda segundo o rastreamento, a última ligação que o celular de Silva recebeu foi de sua família, às 15h30, mas que caiu em sua caixa postal, minutos após o desmoronamento das obras da estação. A polícia, porém, ainda não tem indícios de que ele seria a sétima vítima do desmoronamento.