Rio – A Polícia Federal realiza amanhã (2) à tarde a reconstituição do roubo das obras de arte do Museu Chácara do Céu, situado no bairro de Santa Tereza e vinculado ao Ministério da Cultura.

A decisão foi tomada hoje pela delegada Isabelle Vasconcelos, da Delegacia de Repressão a Crimes contra o Meio Ambiente e o Patrimônio Cultural (Delemaph), após reunião com o Superintendente regional da Polícia Federal no Estado do Rio de Janeiro, José Milton Rodrigues. Ainda não há, entretanto, definição quanto ao horário da reconstituição.

O Museu Chácara do Céu, junto com o Museu do Açude, ambos localizados na capital fluminense, eram residências do empresário Raimundo de Castro Maya, falecido em 1968.

O roubo foi cometido no último dia 24 de fevereiro por quatro homens armados, que levaram quatro das telas consideradas mais valiosas do acervo do Museu, pintadas por artistas de renome internacional: Pablo Picasso, Henri Matisse, Claude Monet e Salvador Dali. Além das telas, foi roubado um livro com ilustrações de Picasso.

A Polícia Federal espera que qualquer fato que possa auxiliar nas investigações seja informado através do serviço Disque Denúncia pelo telefone 2253-1177. O serviço preserva a identidade dos informantes.