A Polícia Federal realiza hoje, em Curitiba, a Operação Padrão, destinada a desmantelar uma quadrilha que contrabandeava cigarros do Paraguai. De acordo com o primeiro balanço feito no final da manhã pela delegada chefe da Comunicação Social, Priscila Fanini, foram cumpridos sete dos nove mandados de prisão preventiva expedidos pela 1ª Vara Federal Criminal de Curitiba, e os nove mandados de busca e apreensão.

Participam da operação 38 policiais federais de Curitiba. A delegada explicou que a operação é continuidade de um trabalho realizado no mês de julho, quando a Polícia Federal apreendeu, na BR 277, uma carreta com 500 caixas de cigarros contrabandeados do Paraguai. Conforme investigações, a quadrilha trazia cigarros da Ciudad del Leste para Curitiba, onde comercializava a mercadoria, distribuindo-a entre lojistas da capital e região metropolitana.

A PF descobriu que o transporte da mercadoria era realizado de maneira diversificada, usando ônibus fretados, veículos de passeios adulterados, para aumentar a capacidade de transporte e carretas. De acordo com a delegada Fanini, a quadrilha era formada por diversos contrabandistas que se reuniam em uma espécie de consórcio para o transporte do cigarro de Foz do Iguaçu para Curitiba. "Aqui, a mercadoria era rateada entre os contrabandistas para a distribuição", afirmou. A Polícia Federal calcula que a quadrilha contrabandeava uma média de 1.500 caixas de cigarros por semana.