Policiais militares do serviço reservado, da Patrulha Escolar Comunitária, e do 13.o Batalhão e policiais civis prenderam na noite de terça-feira (08) quatro ladrões paulistas especializados em roubos de relógios da marca Rolex, que agiam em Curitiba. A quadrilha foi desmantelada pelos policiais paranaenses logo depois do assalto a uma empresária, no bairro Rebouças, em Curitiba. Esta já é a segunda quadrilha especializada em roubo de Rolex presa em menos de uma semana na cidade.

De 2004 até agora foram presos 23 criminosos vindos do estado de São Paulo para roubar Rolex. Em 2004, foram 13 e só em 2005, 9 pessoas já foram presas. "As polícias estão trabalhando integradas para agir rápido e investigar com profundidade. O resultado é estarmos conseguindo prender esses ladrões que vem de São Paulo para roubar Rolex em Curitiba", disse o secretário da Segurança Pública, Luiz Fernando Delazari.

Os suspeitos do assalto de terça-feira são Douglas Roberto da Silva, 18 anos, detido minutos depois em que a vítima avisou a polícia, Raimundo Borges de Oliveira Filho, 27, Edson Modesto de Oliveira, 33, e José Rivardo de Miranda, 23, detidos na rodoferroviária, com passagens compradas para voltar a São Paulo. As prisões na rodoviária foram feitas pela equipe especial da PM, que cadastra e fotografa passageiros suspeitos que chegam do estado vizinho, desde a semana passada, por determinação do secretário da Segurança Pública do Paraná. "Nós vamos acabar com essa migração de bandidos para cá, com a atuação eficiente da polícia e com o uso do nosso serviço de inteligência", garantiu o secretário.

Segundo o delegado Rubens Recalcati, titular da Delegacia de Furtos e Roubos, os assaltantes chegaram a Curitiba de ônibus, na manhã de terça-feira (08). A ação do grupo começou por volta das 18h, na Rua Brigadeiro Franco, no bairro Rebouças. Uma empresária dentro de uma Cherokee foi ameaçada com uma pistola por Douglas Roberto da Silva. Raimundo Borges de Oliveira Filho reforçou a voz de assalto e pediu o relógio que ela usava. A empresária entregou o Rolex, avaliado em R$ 10 mil, e os assaltantes fugiram. Imediatamente, a mulher avisou a polícia e, minutos depois, a PM localizou Douglas com a pistola, de brinquedo, usada no roubo.

Por volta das 22h, os outros três integrantes da quadrilha foram localizados na rodoferroviária de Curitiba, já com passagens compradas para Francisco Morato, interior de São Paulo. O relógio roubado foi encontrado com José Ricardo Miranda e devolvido à vítima. Os assaltantes foram conduzidos à Delegacia de Furtos e Roubos, onde foram autuados em flagrante.

De acordo com as investigações policiais, Raimundo Borges de Oliveira Filho e Edson Modesto de Oliveira já têm passagem pela polícia por roubo e José Rivardo de Miranda por porte de arma.

Secretário

Segundo informações do Serviço Reservado da Polícia Militar, Edson Modesto de Oliveira seria um dos assaltantes que foi perseguido pela equipe do secretário Luiz Fernando Delazari, no começo de janeiro, na região central de Curitiba. Ele tentava, ao lado de Ezequiel Morais, assaltar o motorista de uma BMW, parada em um dos semáforos da avenida Visconde de Guarapuava. Oliveira conseguiu escapar da perseguição, mas já havia sido identificado pelos policiais depois da prisão de Morais, que também foi perseguido pela equipe de Delazari. "Esta é a prova de que a polícia não descansa, não esquece e investiga até o fim todos os roubos para conseguir desbaratar as quadrilhas", disse Delazari.