Palmas, 28 (AE) – A Polícia Civil do Tocantins prendeu no último sábado, em Palmas, uma quadrilha que fornecia dados para um hacker e operava no Estado há pelo menos um ano. Foram presos Erik Carreiro Rocha, que alimentava o hacker com dados dos cartões de movimentação bancária, Gleide Jairo Marques Lino, Breno Platiny Dias Diniz, Nilson da Silva Santos e João Paulo de Oliveira Carvalho.

Segundo a chefe de Polícia Civil Metropolitana, delegada Telma Regina de Souza Soares, há dias movimentação bancária “desconhecida” dos correntistas era investigada e acabou levando a Rocha, que confirmou que não agia só e delatou seus comparsas. Com eles foram apreendidos 14 cartões bancários e um cartão de CPF. A polícia suspeita que o hacker mora em Brasília, mas por enquanto vai concentrar a investigação junto aos titulares dos cartões.

Segundo Telma Regina o hacker esteve em Palmas na sexta, 25, e deixou o hotel no sábado pela manhã. O flagrante foi efetuado no período da tarde. Rocha confirmou que na ocasião repassou a ele R$ 11 mil, mas estima que nos últimos 15 dias foram movimentados pelo menos R$ 18 mil. Rocha não soube avaliar o volume movimentado durante o período em que a quadrilha atuou.