A Secretaria da Segurança Pública, através do Núcleo de Repressão a Crimes Econômicos (Nurce) e com apoio da Polícia Federal, desmantelou uma quadrilha especializada em roubar caminhonetes importadas no Oeste do Estado e revendê-las no Paraguai em troca de armas e drogas. A Operação Horus começou na manhã desta terça-feira (07) e prendeu cinco pessoas presas e apreendeu dois adolescentes, em Cascavel. Segundo a polícia, a quadrilha roubava pelo menos três veículos importados por semana e movimentava cerca de R$ 1 milhão por mês.

?Eles eram extremamente violentos com as vítimas. Os donos de caminhonetes eram seqüestrados, amordaçados e presos em pequenos cômodos, até que a quadrilha confirmasse que o carro já tinha sido entregue no Paraguai?, disse o delegado Sérgio Inácio Sirino, coordenador do Núcleo de Repressão a Crimes Econômicos (Nurce).

De acordo com o delegado, a operação começou com o cumprimento de dois mandados de prisão temporária contra os chefes da quadrilha. ?A partir das buscas, conseguimos prender em flagrante outros criminosos e desmantelar toda a quadrilha que roubava caminhonetes a importadas e revendia os veículos no Paraguai trocando por armas ou drogas?, disse. Eles foram autuados em flagrante por porte ilegal de arma de uso restrito (calibre nove milímetros), formação de quadrilha ou bando e roubo qualificado com uso de violência.

Com a quadrilha a polícia encontrou mais de dez aparelhos celulares e apreendeu um veículo modelo Monza de cor prata placas BFD-6741, de Cascavel. ?Esta quadrilha é a responsável pelo roubo de uma caminhonete avaliada em R$ 270 mil, no fim de janeiro, em Cascavel. A polícia Civil de Foz recuperou o veículo logo depois do roubo e isso fortaleceu as investigações, que começaram há cerca de três meses?, explicou.

Os presos são Luiz Henrique da Silva Ramires, 20 anos, que já tem passagem por roubo, é acusado de dois homicídios e de furto, além de um seqüestro, Marinesi Chagas, 23 anos, Franciele Baptista, 18 anos, Hilário Bergman, 29 anos, que tem duas passagens por furto e é acusado de ser um dos líderes da quadrilha, e Siderlei dos Santos Miranda, 20 anos, que tem passagem por roubo.

Também foram apreendidos dois adolescentes, de 16 e 17 anos, um deles já foi apreendido outra vez acusado de roubo. Os mandados de prisão eram contra Marinesi Chagas e Hilário Bergman. Todos foram encaminhados para a 15.ª Subdivisão da Polícia Civil, em Cascavel. O delegado informou ainda que pessoas que moram no Paraguai e agem como receptadores da quadrilha são procuradas pela polícia do país vizinho.