A Polícia Rodoviária Federal inicia à meia-noite o esquema especial de patrulhamento das estradas federais que cortam o Rio de Janeiro durante o feriadão. A Operação Tiradentes vai envolver 705 patrulheiros e 122 viaturas, entre ambulâncias, motocicletas, reboques e caminhões para apreensão de animais. Também serão usados 20 aparelhos de radar, cinco bafômetros eletrônicos e 100 bafômetros descartáveis. O esquema termina à meia-noite de domingo (24).

Segundo o inspetor Hélio Dias, da Polícia Rodoviária Federal, o policiamento será reforçado na ponte Rio-Niterói e na Niterói-Manilha, que dão acesso à Região dos Lagos, e também na Rio-Santos (BR 101-Sul) onde ocorre a maior incidência de engarrafamentos. De acordo com Hélio Dias, nesses locais, o patrulhamento terá reforço do grupo de policiamento especializado de motociclistas.

"O objetivo é reprimir a ultrapassagem pelo acostamento e o excesso de velocidade, que são as infrações que mais causam acidentes nas estradas", explicou o inspetor rodoviário. A multa para cada uma das infrações é de R$ 574,00.

Na Operação Tiradentes realizada no ano passado nas estradas federais do Rio de Janeiro foram registrados 165 acidentes, que deixaram 97 pessoas feridas e quatro mortos.

Nas estradas, a operação do Batalhão de Polícia Rodoviária começa às 14 horas de hoje. O esquema especial contará com 607 policiais militares e 54 viaturas, sendo patrulhas, reboques, caminhões de apreensão de animais e motocicletas. O policiamento será reforçado principalmente nos pontos onde são registrados altos índices de acidentes e congestionamentos, como a RJ-106 e a RJ-124.