Rio de Janeiro – Policiais civis, militares e federais que vão trabalhar nos Jogos Pan-Americanos participam a partir desta terça-feira (8) de um curso de combate ao terrorismo. As aulas vão durar uma semana e serão dadas por um grupo de especialistas espanhóis. Os instrutores têm experiência no combate a facções como o grupo separatista basco ETA e a Al-Qaeda.

O curso será dividido em três partes: controle de massas, voltado à Polícia Militar; terrorismo, para policiais federais e civis, e documentoscopia, uma técnica que permite identificar documentos falsificados.

O curso é uma parceria da Secretaria de Segurança e do Instituto de Segurança Pública do Rio de Janeiro com a Embaixada da Espanha.

Os policiais ainda terão aulas de espanhol. No total, 100 servidores das polícias militar e civil vão ter quatro horas de aula por semana, durante dois meses.