Jundiaí, SP, 22 (AE) – O policial militar André Luiz Santana, foi preso hoje, em Jundiaí, acusado de tentativa de homicídio. Ele abordou, à paisana, o operador de radiografia Paulo Henrique dos Santos Canessa, de 23 anos, quando o rapaz urinava na calçada de uma padaria, no bairro do Retiro. Durante a abordagem, André atirou na perna de Paulo.

O delegado Glauco Rufino, do 5º DP, entendeu que o policial cometeu tentativa de homicídio, após uma funcionária da Unidade Básica de Saúde, onde Paulo iria se consultar, Lúcia Siniscalchi, contar que também foi ameaçada de morte. Ela exigiu que o soldado da PM mostrasse sua credencial após atirar na vítima.

O PM alegou que a vítima havia reagido à sua abordagem, tentando arrancar o revólver de sua mão. A família de Paulo disse que ele tem infecção urinária e não consegue ficar muito tempo sem ir ao banheiro. Por isso estava indo até a unidade de saúde.

À noite, o policial conseguiu um habeas-corpus junto à Justiça e responderá a acusação em liberdade. A Corregedoria da Polícia Militar abriu uma investigação preliminar para

investigar a conduta do policial e, preventivamente, o afastou do policiamento ostensivo, segundo a Secretaria da Segurança Pública de SP.