O candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, prometeu hoje (18) levar o programa de unidades de Polícia Pacificadora, criado no Rio de Janeiro, a outras regiões metropolitanas e aglomerados urbanos que sofram com áreas controladas pelo crime organizado. O presidenciável visitou, nesta manhã, o Morro Dona Marta, na zona sul do Rio, que foi o primeiro a receber uma UPP.

Aécio destacou os avanços que as UPPs proporcionaram às comunidades onde foram instaladas, mas disse que é preciso agora cuidar da segunda etapa: “emprego, saúde, educação de qualidade e cuidar das mulheres, pois elas são as mantenedoras da maioria das casas nessas comunidades e precisam ter também oportunidade de geração de renda.”

O candidato conversou com o comandante das UPPs, coronel Frederico Caldas, e com o secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, na sede da unidade do Dona Marta.

“Meu governo vai planejar e articular uma política nacional de segurança e aproveitar de forma muito positiva a experiência das UPPs construída pelo estado do Rio.”

Ele defendeu também mais atenção aos jovens, para acabar com o que chamou de “verdadeiro genocídio” que ocorre em várias partes do Brasil”. “É aí que entra o governo federal, que até hoje tem sido omisso na questão da segurança pública. O governo federal tem que coordenar um trabalho que permita que as UPPs vivam sua segunda etapa.”

Na sede da UPP, Aécio assistiu à apresentação de uma orquestra formada por jovens de comunidades pacificadas que fazem parte do programa Ação Social pela Música e se disse emocionado e inspirado.

O candidato informou, na ocasião, que tinha um almoço marcado com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, mas não divulgou detalhes sobre o encontro. Agora à tarde, Aécio reune-se com parlamentares e candidatos do PSDB no Leblon, bairro da zona sul do Rio.

Ao deixar a sede da UPP, o presidenciável visitou a estação final do plano inclinado da comunidade e desceu o Morro Dona Marta acompanhado de correligionários, parando em pequenos empreendimentos comerciais e na associação de moradores.

Aécio deu entrevista coletiva na chamada “laje do Michael Jackson”, onde o cantor norte-americano gravou um vídeo e foi homenageado com uma estátua e um quadro de Romero Britto.

Na entrevista, ele criticou a política econômica, classfcando de “pífio” o crescimento do país e afirmando que a inflação está saindo do controle: “O Brasil não pode se acostumar com a mediocridade de hoje”, afirmou.

Paraná Online no Facebook