A reunião das lideranças partidárias e a comissão executiva da Assembleia Legislativa para a composição das Comissões Técnicas Permanentes foi adiada. Inicialmente, o encontro estava marcado para às 11 horas desta terça-feira (15), mas devido à agenda do presidente da Casa, deputado Valdir Rossoni, foi transferida para às 13 horas. As discussões podem até mesmo atrasar o início da sessão plenária, que está programada para às 14h30.

De acordo com a assessoria de imprensa da Assembleia Legislativa, a intenção dos líderes partidários é garantir que as indicações sejam feitas por consenso. Caso isso não ocorra, tudo será decidido por votação. A reunião começa com o coeficiente das participações partidárias já definido, tanto para as comissões permanentes como nas Comissões Parlamentares de Inquérito.

Para a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), uma das mais concorridas, o PMDB poderá indicar três membros; o PSDB, dois; o DEM, o PT e o PDT, um cada. O bloco formado por PSB/PSC/PRB pode indicar duas pessoas, enquanto os blocos PP/PV/PTB/PSL e PPS/PMN podem fazer uma indicação cada. Segundo a assessoria, ainda deve acontecer um sorteio entre DEM, PT e os blocos PP/PV/PTB/PSL e PPS/PMN para uma vaga.