Foto: Aliocha Mauricio/O Estado

Alckmin: largada dia 5 de julho.

Distante da Esplanada dos Ministérios, o comitê central do candidato tucano Geraldo Alckmin vai funcionar inicialmente com uma estrutura enxuta, que será ampliada em função das necessidades da campanha eleitoral. ?Vamos montar um esquema leve, barato e moderno?, afirmou o presidente do PSDB, Tasso Jereissati (CE), que integra também o Conselho Político da campanha. A coordenação geral ficará com o senador Sérgio Guerra (PSDB-PE) será auxiliado pelo senador Heráclito Fortes (PFL-PI). O senador tucano tem acesso direto ao candidato e, além do setor administrativo, vai opinar também sobre a agenda política.

Sob o comando de Sérgio Guerra estarão vinculados o coordenador do programa de governo, João Carlos Meirelles, e os consultores jurídicos Ricardo Penteado e José Eduardo Alckmin. Também passará pelo crivo do coordenador os assuntos financeiros, operacionais, de comunicação, administrativos e políticos.

O comitê eleitoral será inaugurado assim que a campanha começar oficialmente. O comitê está localizado num prédio no Setor de Abastecimento de Brasília, emprestado pelo senador pefelista e empreiteiro, Paulo Octavio (DF). ?Geraldo Alckmin faz questão de seguir rigorosamente a lei?, disse o coordenador adjunto, Eduardo Jorge, deixando claro que nada será feito antes do dia 5 de julho.