Membro da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), o deputado José Carlos Aleluia (DEM-BA) anunciou que seu partido, o DEM, vai orientar a bancada a votar contra o prosseguimento da denúncia da Procuradoria-Geral da República no colegiado. Aleluia justificou que os “fatos são fortes, mas as provas inexistentes”. “O voto do DEM é de lealdade, temos o ministro da Educação”, explicou o parlamentar, que é do mesmo partido do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (RJ).

O DEM tem quatro deputados titulares na CCJ. “Se encontrarem algo concreto, eu poderei mudar de posição, eu e o meu partido. Enquanto não tiver prova, votaremos majoritariamente contra o relatório do deputado Sergio Zveiter (PMDB-RJ)”, acrescentou o deputado.