Tecnicamente empatados na única pesquisa de intenção de votos para o segundo turno na disputa pela prefeitura de Ponta Grossa divulgada até hoje (pesquisa Ibope/RPC, registro 489/2008), os candidatos Sandro Alex (PPS) – 47% das intenções de voto – e Pedro Wosgrau (PSDB) – 41% – preparam-se para a última semana de campanha visando a votação do dia 26 de olho nos 9% de indecisos apontados pelo Ibope. Mas ambos os candidatos prometem uma reta final de campanha propositiva, sem ataques aos adversários.

“Vamos continuar apresentando propostas, novas idéias e novos compromissos que poderemos assumir em mais quatro anos de mandato. O objetivo, agora, é fazer com que os eleitores tenham a exata idéia do nosso plano de governo, das transformações que ainda podemos fazer na cidade”, disse o prefeito Pedro Wosgrau, candidato à reeleição. “Vamos mostrar que temos um plano de governo exeqüível e não somente um apanhado de promessas de campanha”, acrescentou.

Questionado sobre o fato de apoio do governador Roberto Requião (PMDB) mesmo sendo do PSDB e tendo grandes opositores ao governo em sua chapa, como o DEM, Wosgrau disse apenas que “todos os apoios que recebemos são muito importantes e a prefeitura de Ponta Grossa tem boas relações com o governo do Estado, que vem realizando obras importantes aqui”.

Sobre a pesquisa, divulgada na sexta-feira, Wosgrau, que venceu o primeiro turno com 39% dos votos, contra 28% de Sandro Alex, comentou que “as pesquisas são importantes, demonstrativas, e o que esta mostrou é que ninguém está ganhando. Que ainda há muito trabalho pela frente”.

“Extremamente animador”, foi como Sandro Alex viu o resultado da pesquisa Ibope. “Não desfaço e nem supervalorizo pesquisas, o que decide é a urna do dia 26, mas os números de ontem (sexta-feira) mostram que estou quase dobrando os votos que fiz no primeiro turno. Tudo isso só com idéias, sem atacar ninguém”, comentou.

Sandro Alex aproveitou o comentário sobre a pesquisa para fazer uma reflexão otimista sobre sua campanha. “Nunca participei de nenhuma eleição, disputei um primeiro turno pesado, contra os dois principais grupos políticos da cidade. Larguei com 4%, e só alcancei o segundo lugar (ultrapassando Jocelito Canto – PTB) no dia da eleição. Isso é sinal de que Ponta Grossa quer sangue novo”, declarou.

O candidato comemorou, também, a participação direta do senador Osmar Dias (PDT) em sua campanha. “Ele deveria estar conosco já no primeiro turno, mas não pôde por questões partidárias. Osmar é nosso amigo e sua participação é muito importante, já que fez 65% dos votos para o governo do Estado aqui na cidade. O senador sempre esteve conosco. Nossa união é coerente”, disse, criticando o apoio de Requião a Wosgrau.

Para os últimos dias de campanha, Sandro Alex planeja dedicar-se integralmente ao corpo a corpo. “Esse é meu diferencial. Serei o prefeito que vai ao povo e que o ouve. Tenho uma semana e, nesses dias, só serei encontrado em um dos bairros, conversando com o povo da cidade”, anunciou.