Em evento em Araucária, na região metropolitana de Curitiba, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva sugeriu que membros dos partidos de oposição ao seu governo comemoraram a retração de 0,2% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2009, divulgada ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). “Eu vi a cara de algumas pessoas falando do resultado do PIB”, disse o presidente. “De algumas, até a ponta de um sorriso de ‘finalmente pegamos o Lula’, porque o PIB do Lula não cresceu”, criticou, em tom de brincadeira.

De acordo com o presidente, tem gente comparando seu desempenho “até com o Marechal Deodoro da Fonseca”, primeiro presidente da República. A queda do PIB em 2009 representa o primeiro resultado negativo da atividade econômica brasileira desde 1992. Naquele ano, o PIB ficou negativo em 0,5%.