O senador Alvaro Dias (PV) disse nesta sexta-feira (19) que exonerou a irmã da ex-amante de FHC do Senado porque ela não cumpria expediente. Margrit Dutra Schmidt, irmã de Mirian Dutra Schmidt, estava lotada no gabinete da senadora Lucia Vania (PSDB) quando Alvaro assumiu o cargo de líder da oposição no Senado.

“Ela estava à disposição de um gabinete, mas eu fui informado pela [senadora] Lucia Vania que ela não estava trabalhando, por isso eu exonerei”, disse o senador paranaense. Alvaro assumiu o cargo de liderança da oposição do Senado em março do ano passado.

“Segundo a chefia do gabinete da liderança da oposição esse procedimento [de bater o ponto] não estava sendo adotado, aí eu perguntei a senadora [Lucia Vania] se ela [Lucia] tinha interesse em continuar e ela disse que não, então foi feita a exoneração”, conta Dias. “Depois o senador [José] Serra resolveu contar com o trabalho dela e pediu a nova nomeação”, completa.

De acordo com informação publicada pelo jornalista Lauro Jardim, o senador José Serra (PSDB) emprega Magrit em seu gabinete do senado como funcionária fantasma.

Segundo o jornalista, Margrit vai diariamente, de manhã e à noite, registrar sua digital na entrada principal do Congresso, a Chapelaria, mas não cumpre expediente. Serra negou que ela seja fantasma e disse que Margrit trabalha de casa, prática vetada no Senado.