Juízes alertam, por meio da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), que Sérgio Moro – o juiz da Lava Jato – sofre “pressões”. “Não fossem as prerrogativas da magistratura, o Judiciário brasileiro estaria sem suas garantias fundamentais: imparcialidade e independência. Sem tais predicados não teríamos força institucional para processar casos de corrupção da envergadura da Lava Jato”, diz nota da entidade.

Para a AMB, Moro é alvo de intimidações. “Alguns segmentos exercem pressões contra o juiz, mediante movimentos que fogem aos meios processuais que o ordenamento jurídico faculta”, afirma a AMB. A entidade diz que admitirá “qualquer tentativa de pressão” contra Moro. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.