O governador Roberto Requião assinou ontem o decreto de nomeação da desembargadora Ângela Khoury no Tribunal de Justiça. Ela foi a mais votada em uma lista tríplice encaminhada pelo TJ ao governador. Ângela recebeu 87 votos. Em segundo lugar ficou Valério Vanhoni, com 68 votos. O promotor Ramatis Fávero, obteve 54 votos.

A nova desembargadora vai ocupar a vaga deixada por Antonio Lopes de Noronha, que se aposentou em maio. Sobrinha do ex-presidente da Assembleia Legislativa Aníbal Curi e prima do deputado estadual Alexandre Curi, Ângela integrava o quadro de promotores do Ministério Público Estadual.

A lista tríplice foi feita pelo voto dos desembargadores do Pleno do TJ. Eles escolheram os três candidatos de lista sêxtupla indicada pelo Conselho Superior do Ministério Público, em junho. Conforme a Constituição Federal, 20% das vagas no TJ devem ser preenchidas por advogados ou promotores e procuradores escolhidos pelo MP.