O ministro-chefe da Casa Civil, Antonio Palocci, entregou na tarde de hoje carta à presidente Dilma Rousseff solicitando o seu afastamento do cargo. A informação foi repassada pela assessoria de imprensa da Casa Civil.

“O ministro considera que a robusta manifestação do procurador-geral da República confirma a legalidade e a retidão de suas atividades profissionais no período recente, bem como a inexistência de qualquer fundamento, ainda que mínimo, nas alegações apresentadas sobre sua conduta. Considera, entretanto, que a continuidade de embate político poderia prejudicar suas atribuições no governo. Diante disso, decidiu solicitar seu afastamento”, informa a nota divulgada pela assessoria da Casa Civil.

A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) esteve nesta tarde reunida com a presidente e deve substituir Antonio Palocci na Casa Civil.