A Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Paraná (Fetaep) espera que o salário mínimo de R$ 437,00 proposto pelo governo do Estado contemple os trabalhadores rurais paranaenses. "Ficaremos muito satisfeitos se o novo piso abranger os rurais, pois serão cerca de 420 mil assalariados que trabalham no campo que estarão sendo beneficiados com essa medida", afirma o presidente da Fetaep, Ademir Mueller.

Mueller salienta que nos últimos anos o Movimento Sindical dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (MSTTR) já vinha reivindicando a criação de um mínimo diferenciado no Paraná através do Grito da Terra, mobilização organizada pela Fetaep em parceria com os 295 sindicatos dos trabalhadores rurais de todo o Estado filiados à federação.

"A área rural é bem vinculada ao salário mínimo, pois ele é utilizado como diretriz para o pagamento dos trabalhadores rurais. Por isso, temos lutado pela instituição de um piso diferenciado no Paraná, com valor 30% maior em relação o salário mínimo fixado pelo governo federal", esclarece Mueller. Ainda de acordo com o presidente da Fetaep, em cerca de 50% dos municípios paranaenses tem sido difícil fechar acordos coletivos de trabalho na área rural, daí a importância de se garantir que os assalariados rurais tenham acesso a um mínimo mais valorizado.