Foto: Fábio Alexandre

Fábio Campana: convite aceito.

O presidente da Assembléia Legislativa, Nelson Justus (DEM), irá reunir as lideranças dos partidos para decidir sobre a instalação da Comissão Especial de Investigação, proposta pelo deputado estadual Marcelo Rangel (PPS), para investigar os gastos de publicidade do governo estadual em 2005 e 2006. Presidente da comissão de comunicação, Rangel está aguardando que Justus defina o prazo para que os partidos indiquem os integrantes da comissão.

Ontem, por 23 votos a 19, o plenário aprovou um convite proposto por Rangel ao jornalista Fábio Campana para comparecer à Assembléia Legislativa e prestar informações sobre a comunicação do governo. O líder do governo, Luiz Claudio Romanelli (PMDB), orientou a base aliada a votar contra o convite, que considerou impróprio, já que o jornalista não integra os quadros do governo do Estado.

Rangel disse que consultou Campana e o jornalista aceitou colaborar com a Assembléia Legislativa. O deputado alega que, por já ter ocupado o cargo de secretário estadual de Comunicação nas gestões dos ex-governadores Alvaro Dias e Mário Pereira e no primeiro mandato do governador Roberto Requião (PMDB), Campana poderá ajudar os deputados a entender como funciona o setor de comunicação. Rangel disse ainda acreditar que Campana poderá fornecer informações sobre denúncias feitas no mandato anterior a respeito da cobrança de propina na Secretaria de Comunicação para a liberação de verbas de propaganda. ?Ele é muito bem informado?, disse.