Recomeçou, no final da tarde desta terça-fera, 5, a reunião da bancada do PT na Câmara para discutir a posição do partido na votação da Medida Provisória 665. O encontro havia sido suspenso mais cedo devido a uma divisão na bancada petista quanto à aprovação da medida. A reunião foi retomada com a presença dos ministros das Comunicações, Ricardo Berzoini; da Previdência Social, Carlos Gabas – os dois participaram da primeira etapa – do ministro da Secretaria Geral da Presidência, Miguel Rossetto; e do ministro da Secretaria de Direitos Humanos, Pepe Vargas.

O Palácio do Planalto e demais partidos aliados pressionam o PT a fechar uma posição única em favor da MP. Os outros partidos da base não querem ficar isolados na defesa da aprovação da Medida Provisória, que é tida como impopular.