A partir dessa quinta-feira (1), a Caixa baixa suas taxas de juros em vários produtos que disponibiliza para seus clientes e para o público em geral. De acordo com o banco estatal, as principais linhas de crédito do banco tiveram as taxas reduzidas, com queda que chega a 40%. As condições valem para pessoas física e jurídica, mas variam conforme o cliente.

+ Atenção! Você está a um clique de ficar por dentro do que acontece em Curitiba e Região Metropolitana. Tudo sobre futebolentretenimentohoróscopo, nossos blogs exclusivos e os Caçadores de NotíciasVem com a gente!

Além disso, a partir do dia 19 de agosto, o banco disponibilizará um novo pacote, “Caixa Sim”, com taxas ainda mais atrativas. Segundo o presidente da instituição, Pedro Guimarães, as condições melhores são possíveis pela situação do banco. “Somos o banco mais solvente do mercado. Nenhum outro banco tem 2% de Índice de Basileia. Isso nos permite tomar essa medida”, afirmou. O Índice de Basileia, ou Índice de Solvência, é a relação entre o dinheiro próprio do banco e o dinheiro que a instituição financeira deve para terceiros.

Conforme afirmou o presidente da Caixa, a redução será permanente. Isso significa que a redução não faz parte de uma promoção e sim de uma política do banco.

Para Guimarães, a redução nos juros é uma forma de “devolução à sociedade” do resultado recorrente recorde do banco. “Também vamos anunciar em breve valores relevantes nas áreas de seguridade e cartão de crédito”, acrescentou.

+ Prefeitura na Grande Curitiba abre concurso público com salários de até R$ 7 mil

Taxas

O cheque especial para pessoa física e jurídica terá taxa máxima de 9,99% ao mês, redução que é de 33% em relação ao que era cobrado anteriormente, e o crédito pessoal, 2,29% a.m., redução de 21%. Conforme o nível de relacionamento dos clientes com o banco, os descontos nas taxas podem ser ainda maiores.

A partir do dia 19/08, o banco vai disponibilizar também aos clientes pessoa física um pacote chamado ‘Sim’, que oferece cheque especial a partir de 8,99% a.m., redução que é de 33% em relação ao cobrado anteriormente.

Além disso, o banco está implementando um novo cartão de crédito, sem anuidade, com crédito rotativo a 8,99% a.m..

+ Usa celular pré-pago? Não esqueça de fazer o recadastramento pra não perder a linha

Serviços

A taxa de cobrança pelos serviços, ou taxa de manutenção, também sofreu redução. Serão cobrados R$ 25 ao mês, com o valor sendo revertido em créditos para celular.

Para os clientes Pessoa Jurídica com cesta de serviço contratada, serão oferecidos cheque especial com taxa também de 8,99% a.m., representando uma redução de aproximadamente 40%; capital de giro a partir de 0,95% a.m,; antecipação de recebíveis a 1,85% a.m. e cartão de crédito com a primeira anuidade gratuita.

Funcionários dos Correios anunciam greve em todo Brasil a partir desta quarta-feira