O ministro das Comunicações e ex-presidente do PT, Ricardo Berzoini, participa de reunião da bancada do PT na Câmara, que vai decidir qual a posição do partido na votação da Medida Provisória 665, marcada para esta tarde. A MP altera regras para concessão de benefícios como seguro-desemprego e abono salarial e faz parte do pacote de ajuste fiscal do governo. Também já estiveram no encontro o ministro da Previdência Social, Carlos Gabas, e o presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Vagner Freitas.

O Palácio do Planalto e os demais partidos da base aliada pressionam o PT a assumir uma posição pública favorável à aprovação da Medida Provisória. A bancada do PMDB da Câmara, por exemplo, espera uma posição dos petistas para decidir também como votará na matéria. Na chegada ao encontro, o líder do governo na Câmara, o petista José Guimarães (CE), disse que o partido vai buscar a unidade.