“Acabou a brincadeira, vamos para as ruas para ganhar a eleição”. Motivado pela pesquisa Datafolha/RPC de sexta-feira, que mostrou a diminuição de sua desvantagem em relação ao líder na intenção de voto do eleitor paranaense, Beto Richa (PSDB), o candidato do PDT ao governo do Paraná, Osmar Dias, promoveu ontem, em Curitiba, reduto eleitoral de seu adversário, uma grande caminhada pelo calçadão da Rua XV de Novembro, centro da capital.

A campanha do senador pedetista tomou a Rua das Flores com cartazes, faixas de bandeiras de Osmar e os demais candidatos da coligação: Dilma Rousseff (PT), Gleisi Hoffmann (PT) e Roberto Requião (PMDB), além dos candidatos da chapa nas proporcionais.

“Chegou a hora do povo mostrar sua fibra, coragem e valor. O Paraná merece o projeto do Lula, da Dilma, do Requião, da Gleisi e o meu”, declarou Osmar na Boca Maldita.

Embora mantenha a posição de não comentar pesquisas publicamente, o senador agradeceu o eleitor da capital por estar crescendo, também, no território de seu adversário. “Para quem não acreditava, estamos crescendo aqui e na Região Metropolitana. O povo sabe o que é melhor para o Paraná. Vamos à luta”, disse ele.

O ex-governador Roberto Requião (PMDB), candidato ao Senado, disse que a virada de Osmar já aconteceu. “Esta é uma das maiores manifestações que Curitiba já viu. Num sábado, vemos a vontade do povo se manifestando de forma incrível. Curitiba acordou e vamos à vitória no dia 3 de outubro”, disse.

“Os números das pesquisas são bastante distintos, cada uma diz uma coisa. Mas todas mostram as curvas: a de Osmar subindo e a do Beto descendo”. O deputado federal André Vargas, secretário nacional de comunicação do PT, disse que o partido está levando a candidatura de Osmar tão a sério quanto a dos candidatos do próprio. “É prioridade para a direção nacional do PT eleger na Região Sul Osmar Dias no Paraná e Tarso Genro no Rio Grande do Sul”, disse.

Tucano em cinco municípios

O candidato Beto Richa (PSDB) continua dando atenção às regiões onde tem maior vantagem sobre Osmar Dias (PDT). Ontem ele fez uma grande carreata pela Região Metropolitana de Curitiba, passando por cinco municípios: Fazenda Rio Grande, São José dos Pinhais, Piraquara, Pinhais e Quatro Barras. Beto esteve acompanhado por lideranças políticas dos municípios que visitou e do candidato ao Senado em sua chapa, Ricardo Barros (PP).

Numa das paradas, Beto aproveitou para cutucar seu adversário a respeito dos recentes ataques trocados pelas candidaturas. “O Paraná tem dois caminhos: o novo e o velho. O novo quer respeito às pessoas, apresenta novas ideias e tem as melhores propostas. O velho é a truculência, os ataques pessoais”, disse.

O tucano disse que viu com naturalidade os novos números do Ibope e Datafolha que apontam redução de sua vantagem para Osmar. “Pesquisa é momento, às vezes a gente está mais na frente, às vezes menos, podem ocorrer algumas imperfeições. Mas assim como fiz quando elas apresentaram números ainda mais favoráveis para mim, recebo com muita tranquilidade. Continuo no mesmo ritmo intenso de trabalho”, disse. (RP)