O presidente Jair Bolsonaro teve alta neste domingo (18) após cinco dias internado num hospital de elite de São Paulo, o Vila Nova Star. Ele chegou na quarta (14) com quadro de obstrução intestinal. Segundo boletim médico, “ele seguirá com acompanhamento ambulatorial pela equipe médica assistente”.

Capitão do time que cuidou do presidente, o cirurgião Antonio Macedo disse na véspera, a jornalistas na porta do hospital, que o sistema digestivo de Bolsonaro já está funcionando e que ele começaria uma dieta pastosa (que se come com garfo), depois de passar pela cremosa (com colher).

+Leia mais! Entenda o que é o soluço, crise que afeta o presidente Jair Bolsonaro

Macedo também recomendou alimentos não fermentados, para evitar gases. Andar de moto também não ganhou aval do médico. “Sem condição.” Adepto de motociatas, Bolsonaro deve furtar-se de embarcar numa até se recuperar plenamente, embora Macedo tenha frisado não ser “contra motocicletas”.