O País registra neste domingo protestos contra o governo Dilma no Distrito Federal e em pelo menos 13 Estados: Alagoas, Bahia, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Rio de Janeiro, Santa Catarina, São Paulo, Pernambuco e Rio Grande do Sul.

À tarde, os principais protestos ocorrem em São Paulo, na Avenida Paulista, em João Pessoa, onde manifestantes iniciaram a concentração da Marcha contra Corrupção, e em Porto Alegre, onde as pessoas já estão reunidas no Parque Moinhos de Vento para ato contra o governo de Dilma.

Em Brasília, a manifestação iniciada às 9h30 começou a se esvaziar por volta das 13 horas. A Polícia Militar estimou que 25 mil pessoas teriam comparecido, enquanto o movimento Vem Pra Rua disse que 80 mil manifestantes estiveram na Esplanada dos Ministérios.

Em Belém, o primeiro protesto realizado no Brasil neste domingo teve início às 8 horas e reuniu 4 mil pessoas, de acordo com a Polícia Militar. Outras seis grandes cidades do Pará tiveram atos contra o governo.

No Rio de Janeiro, desde às 10 horas os manifestantes se concentraram em Copacabana com diferentes palavras de ordem e foram em caminhada até o Leme.

Em Belo Horizonte, cerca de 6 mil pessoas, segundo a PM, se encontraram na Praça da Liberdade. O senador Aécio Neves (PSDB-MG) esteve no ato e fez um curtíssimo pronunciamento carro de som, pedindo o fim da corrupção.